Home PG News Conheça 10 curiosidades sobre a cidade de São Vicente

Conheça 10 curiosidades sobre a cidade de São Vicente

Ao contrário dos 55 anos de Praia Grande, a cidade de São Vicente comemora hoje (22) seus 490 anos! Para homenagear a nossa cidade vizinha, preparamos 10 fatos sobre ela que irão te surpreender.

Confira:

1 – Cidade mais antiga do Brasil

Pintura “Fundação de São Vicente” (óleo sobre tela), feita pelo pintor Benedito Calixto, em 1900.

Não à toa que São Vicente comemora seus 490 anos de história. A Cidade é a mais antiga do Brasil, sendo fundada em 1532, pelo explorador português Martim Afonso de Sousa – responsável por organizar um sistema político-administrativo nas novas terras.

2 – Era conhecida pelo nome “Guayaó”

Reprodução/viagensecaminhos.com.br

De acordo com o historiador Francisco Martins dos Santos, Guayaó foi o primeiro nome a ser dado à Ilha de São Vicente – espaço que compreende, nos dias de hoje, a cidade de São Vicente e Santos. Apesar da semelhança à linguagem indígena, o nome foi dado – inicialmente – pelos próprios exploradores (baseando-se no hebraico), remetendo seu sentido à “Ilha dos Fornecimentos”.

3 – Itaquitanduva, uma praia ainda preservada

Foto: Divulgação/Prefeitura Municipal de São Vicente

Pertencente ao Parque Estadual Xixová-Japuí, Itaquitanduva ou – como muitos chamam – “Quitanduva” é uma praia preservada, devido ao seu difícil acesso. O lugar é destino de muitos surfistas e aventureiros, que enfrentam uma trilha de mata fechada para chegar a esse incrível destino.

4 – Prática de voo-livre e uma incrível paisagem

O Morro da Asa Delta é palco para os praticantes de voo-livre, afinal, com seu ponto máximo a 180 metros de altura, nada melhor do que desfrutar de uma das mais belas vistas da Baixada!

5 – Passeio de teleférico

Foto: Divulgação/Prefeitura Municipal de São Vicente

Ainda no Morro da Asa Delta, há a possibilidade também de curtir um incrível passeio de teleférico com a família e amigos! A base e a venda de ingressos ficam na Praia do Itararé e dão a chance para você desfrutar de uma vista privilegiada de São Vicente, Santos, Guarujá, Praia Grande e Cubatão.

6 – Biquinha de Anchieta e sua criação

Foto: Reprodução/researchgate.com.br

Esse local, a partir de 1555, começou a ser muito utilizado pelo famoso Padre José de Anchieta – conhecido como o “Apóstolo do Brasil”. Lá, Anchieta aproveitava os arredores da natureza para dar aulas de catecismo e primeiras letras portuguesas. Além disso, a Biquinha (nome dado, devido à fonte de água existente ali) servia de palco para as práticas artística do Padre, que ainda tinha tempo de ser poeta, dramaturgo e gramático.

7 – Grande desastre natural

São Vicente, na arte do pintor Benedito Calixto.

Em 1542, São Vicente sofreu seu pior desastre natural. O mar agitado invadiu as ruas, engolindo a praia e destruindo a Igreja Matriz, a Casa do Conselho, a Cadeia, os estaleiros, o pelourinho e inúmeras casas da região. Inclusive, após esse acontecimento, a Vila teve que ser reconstruída (mas, desta vez, um pouco mais distante do mar).

8 – A construção da Ponte Pênsil não era para travessia

Foto: Reprodução/Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT)

A Ponte Pênsil (primeira ponte do gênero ‘suspensa’, construída no país) foi criada, em 1914, não para a travessia de carros e pedestres, mas por uma questão de saneamento básico. Para melhorar as condições sanitárias da Cidade, construíram a Ponte que deu suporte à instalação de uma tubulação para conduzir todo esgoto coletado em Santos e São Vicente – e assim – desbocar no Oceano Atlântico, na Ponta de Itaipu, onde hoje fica nossa cidade de Praia Grande. A construção teve seu êxito quanto à melhora na saúde pública de São Vicente e Santos, mas também se tornou símbolo do avanço na mobilidade urbana, já que o acesso à Praia Grande (que ainda fazia parte de São Vicente) era de grande dificuldade.

9 – Doceria centenária

Foto: Reprodução/foursquare.com.br

A secular “Casa das Bananadas” é uma das docerias mais tradicionais da Baixada Santista. Diferente dos atuais produtos ‘gourmet’, a Casa das Bananadas mantém sua simplicidade e suas incríveis receitas de família. Conhecida pelas suas vitrines repletas de doces feitos com banana e abóbora, a Casa ainda atrai novos olhares pela sua localização, que possibilita uma bela paisagem da Ponte Pênsil (principal cartão postal da Cidade).

10 – Primeira lenda colonial brasileira

Foto: Reprodução/saovicentealternativa.com.br

Ipupiara ou Hipupiara (em tupi, “Demônio das Águas”) foi um monstro marinho que fez parte da mitologia dos povos do período da colonização. Na história, uma indígena teria avistado a figura marinha e logo pedido socorro ao capitão Baltazar, que saiu de casa com as vestimentas do corpo e sua espada na cintura. Depois de perfurar o misterioso “monstro”, levou seu corpo para a praça, fazendo questão de mostrar aos moradores a figura de 3,5 metros de altura, braços longos, pés de barbatanas, corpo coberto de pelos e focinho com bigode. São Vicente criou, inclusive, um monumento em sua homenagem, na Praça 22 de janeiro – que passou a ser conhecida como ‘Parque Ipupiara’.

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Como gostaria de ser chamado?

Mais Populares

Artigos Comentados

Henrique Vieira Rodrigues da Silva on O futuro do transporte público de Praia Grande
Esther Zancan on Quanto vale seu tempo?
Rafa Purps on Quanto vale seu tempo?
Carlos Alberto Rios Fernandes on Com quantos seguidores se faz um influenciador?