Home Alma Pop DIA DAS MÃES: 6 livros para presentear sua mãe

DIA DAS MÃES: 6 livros para presentear sua mãe

A leitura é um dos hábitos mais necessários do ser humano. Enriquecer o conhecimento, se aventurar em um entretenimento é essencial para a evolução pessoal. Nossa relação com as nossas mães com certeza daria boas histórias a serem contadas aos demais. E é sobre isso que este post se trata.

Durante a pandemia, a leitura se tornou o melhor amigo do nosso boss, Rafa Purps, que inclusive tem um canal no YouTube destinado ao tema, faz unboxing e reviews de livros. Então ele resolveu fazer uma lista de histórias que com certeza sua mãe irá amar.

Bíblia Sagrada

Dispensa apresentações. O livro sagrado do cristianismo fará sua mãe desenvolver um relacionamento íntimo com Deus, ao se aprofundar no estudo de sua Palavra.

Violetas na Janela

Patrícia desencarnou aos dezenove anos. No mundo dos espíritos, recorda que despertou tranquilamente no plano espiritual, sentindo-se entre amigos. Feliz com a acolhida, adaptou-se à nova vida auxiliada por espíritos benfeitores que a receberam na Colônia São Sebastião. Em Violetas na janela, Patrícia explica o que é a desencarnação. Descreve as belezas do plano espiritual, onde não faltam trabalho, estudo e diversão.

A Troca

Leena Cotton tem 29 anos e sente que já não é mais a mesma. Eileen Cotton tem 79 e está em busca de um novo amor. Tudo de que neta e avó precisam no momento é pôr em prática uma mudança radical. Então, para colocar suas respectivas vidas de volta nos trilhos, as duas têm uma ideia inusitada: trocar de lugar uma com a outra.

Torto Arado

Nas profundezas do sertão baiano, as irmãs Bibiana e Belonísia encontram uma velha e misteriosa faca na mala guardada sob a cama da avó. Ocorre então um acidente. E para sempre suas vidas estarão ligadas ― a ponto de uma precisar ser a voz da outra. Numa trama conduzida com maestria e com uma prosa melodiosa, o romance conta uma história de vida e morte, de combate e redenção.

Precisamos falar sobre Kevin

Aos 15 anos, o personagem Kevin mata 11 pessoas, entre colegas no colégio e familiares. Enquanto ele cumpre pena, a mãe Eva amarga a monstruosidade do filho. Entre culpa e solidão, ela apenas sobrevive. A vida normal se esvai no escândalo, no pagamento dos advogados, nos olhares sociais tortos.

Transposto o primeiro estágio da perplexidade, um ano e oito meses depois, ela dá início a uma correspondência com o marido, único interlocutor capaz de entender a tragédia, apesar de ausente. Cada carta é uma ode e uma desconstrução do amor. Não sobra uma só emoção inaudita no relato da mulher de ascendência armênia, até então uma bem-sucedida autora de guias de viagem.

Não era você que eu esperava

Como lidar com uma filha com deficiência? Nesta graphic novel autobiográfica, Fabien Toulmé fala com emoção, humor e humildade sobre um encontro inesperado de um pai com sua filha que possui Síndrome de Down. O casal enfrenta o nascimento de uma criança especial. É como uma tempestade inesperada, um furacão. Quando a menina nasce com a síndrome, até então não diagnosticada, a vida de Fabien desmorona. Indo da fúria à rejeição, da aceitação ao amor, o autor fala sobre a descoberta de como é ser diferente.

Conversa aqui comigo: quais desses livros você mais se interessou? Já leu algum deles? O que achou?

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Como gostaria de ser chamado?

Mais Populares

Artigos Comentados

Henrique Vieira Rodrigues da Silva on O futuro do transporte público de Praia Grande
Esther Zancan on Quanto vale seu tempo?
Rafa Purps on Quanto vale seu tempo?
Carlos Alberto Rios Fernandes on Com quantos seguidores se faz um influenciador?