Home Alma Destaque Revendedoras de Sucesso: conheça a história por trás da marca Vivacy Joias!

Revendedoras de Sucesso: conheça a história por trás da marca Vivacy Joias!

De acordo com grandes empresários, o sucesso no mundo das vendas é garantido quando se tem ambição, dedicação e muita determinação. Com Rosana Barros, CEO da Vivacy Joias, não foi diferente. Carregando em si todos esses traços, hoje a empresária é responsável por motivar e dar oportunidades para que outras mulheres também conquistem sua própria independência financeira!

Tudo começou no ano de 2009, quando Rosana ficou desempregada. Ex-gerente de hotel, a empresária recebeu uma proposta para trabalhar em um escritório de contabilidade, mas antes de aceitar preferiu não desperdiçar as parcelas do seguro-desemprego que estava recebendo. Foi aí que uma fornecedora do seu antigo serviço deu a sugestão de a profissional fazer das vendas um complemento dessa renda.

Mesmo receosa, à princípio, a empreendedora decidiu seguir o conselho e investiu uma pequena quantia em algumas joias e semijoias. Para a sua surpresa, o retorno foi imediato. Logo na primeira vez que se dispôs a vender, a empresária conseguiu cerca de R$350,00 com os produtos que tinha em mãos. Isso não só a mostrou o poder das vendas como serviu de incentivo para que ela se dedicasse mais e trilhasse, de fato, esse caminho.

“Eu pensei em continuar com as vendas, e quando deu 30 dias a minha comissão já era superior ao que eu recebia quando era gerente de hotel.”, destacou Rosana.

(Foto: Lucas Viveiros/Portal Alma PG)

Com uma filha de apenas 5 anos, chamada Manuella, a empresária viu também a oportunidade certa para conciliar os seus cuidados com ela, já que nesse emprego conseguiria organizar melhor seus próprios horários e prioridades.

O sucesso foi tanto, que em pouco tempo depois, Rosana já estava tirando como salário o dobro da proposta que lhe foi feita pela empresa de contabilidade, na época. Claro que a dedicação nunca deixou de se fazer presente nessa rotina, afinal, a empreendedora – muitas das vezes – tinha que deixar sua filha aos cuidados do pai (até então o seu marido) para realizar algumas vendas no período noturno.

Já divorciada, e em cerca de três anos de atividade, Rosana conseguiu comprar o seu tão sonhado apartamento. Dessa forma, saindo com a sua filha da Área Continental de São Vicente e partindo para o bairro nobre de Praia Grande, chamado Canto do Forte. Seis meses depois, a empresária ainda garantiu o seu próprio carro e percebeu que poderia fazer muito mais na área do empreendedorismo.

“Em 2019, eu vi a necessidade de passar o que eu tinha de conhecimento na área de vendas para outras mulheres, de forma que elas conquistassem também o sucesso financeiro.”, disse a empresária.

(Foto: Lucas Viveiros/Portal Alma PG)

E foi em outubro desse ano, que Rosana decidiu inaugurar sua própria marca: a Vivacy Joias. O nome foi definido, após algumas boas reflexões da empreendedora acerca do que é a vida. Segundo ela, é necessário que se tenha um propósito e que você busque realizar seus próprios sonhos durante a sua jornada por aqui. Assim, colocando a vida em tudo e compreendendo o real sentido da palavra “vivacidade”.

Mesmo ainda trabalhando como vendedora, na época – para garantir o capital da empresa – a empresária contou com quatro revendedoras de início. O sucesso foi certo. No mês seguinte, o número de revendedoras dobrou e as suas expectativas só aumentaram.

Já em 2020, Rosana encontrou um novo obstáculo: a pandemia da Covid-19. Mas apesar do primeiro susto, que a obrigou cortar novos cadastros para se tornar uma revendedora Vivacy, a empresária se surpreendeu com a alta procura pelos seus kits de joias. Foi nesse exato momento em que ela percebeu a real força do seu negócio e deu novamente a oportunidade para várias pessoas conquistarem a sua renda própria.

“Foi a época em que a empresa mais teve essa procura e esse retorno financeiro. Tanto é que logo em agosto, em plena pandemia, já inaugurei o meu primeiro escritório.”, pontuou.

O sucesso foi tanto que, em um curto prazo de um ano, o espaço já não era o suficiente para agregar a equipe de funcionárias e o estoque dos produtos da marca. Rosana, então, decide inaugurar o seu mais novo – e atual – show room, que fica localizado no 9º andar do Complexo Comercial Beatrix Boulevard, na sala 902 (Avenida Brasil, 600, no bairro Boqueirão, em Praia Grande).

(Foto: Lucas Viveiros/Portal Alma PG)

Ao mesmo tempo, a empreendedora lançou o seu site e as vendas pelo e-commerce também tiveram um feedback positivo. Dessa forma, mais pessoas enxergaram na Vivacy uma oportunidade de trabalho, afinal, o grupo de revendedoras da marca conta com inúmeras vantagens, como premiações trimestrais e anuais – e entre os prêmios: viagens, celulares, pix, e muito mais.

A partir do momento em que você escolhe ser uma revendedora da marca, você ganha um eBook, chamado “Sucesso em Vendas”, feito pela própria empresária, onde ela ensina técnicas de venda, criação de metas e objetivos, e como dar a iniciativa nesse nicho. Além disso, ela – muitas das vezes – faz questão de realizar um atendimento personalizado e presencial para suas revendedoras, esclarecendo dúvidas e mostrando na prática o funcionamento desses processos de venda.

Para se tornar um revendedora Vivacy é muito simples! Basta acessar o site oficial da loja (https://www.vivacyjoias.com.br) e ir no campo “SEJA UMA REVENDEDORA”. A montagem dos Kits é feita mensalmente e o suporte da equipe Vivacy é 100% ativo, dando o apoio necessário para quem quer iniciar uma jornada empreendedora através de um grupo fechado no WhatsApp.

Produtos personalizados de alta qualidade, com coleções próprias – idealizadas pela própria empresária -, além de uma oportunidade de ouro em se tornar uma associada à marca! Buscar a independência financeira é ter a segurança de que o seu sucesso proverá de você mesmo, bastando ter dedicação e muita vontade de vencer, assim como Rosana teve durante a sua trajetória.

Texto por: Peter Nardotto

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Como gostaria de ser chamado?

Mais Populares

Artigos Comentados

Henrique Vieira Rodrigues da Silva on O futuro do transporte público de Praia Grande
Esther Zancan on Quanto vale seu tempo?
Rafa Purps on Quanto vale seu tempo?
Carlos Alberto Rios Fernandes on Com quantos seguidores se faz um influenciador?